January 26, 2019 / 12:59 PM / 3 months ago

Alemanha, França e Espanha dizem estar prontas para reconhecer Guaidó como presidente da Venezuela

MADRI/PARIS/BERLIM (Reuters) - Três grandes países europeus — Alemanha, França e Espanha — vieram a público neste sábado para dizer que estão prontos para reconhecer Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela caso eleições não sejam convocadas dentro de oito dias.

“O governo da Espanha dá (ao presidente) Nicolás Maduro oito dias para convocar eleições livres, transparentes e democráticas”, disse o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, em comunicado.

“Se isso não acontecer, a Espanha reconhecerá Juan Guaidó como presidente interino encarregado de convocar essas eleições.”

No que pareceu ser uma mensagem coordenada dos países da União Europeia, quase ao mesmo tempo o presidente francês, Emmanuel Macron, publicou um tuíte repetindo os comentários de Sánchez.

“A menos que eleições sejam anunciadas dentro de oito dias, estaremos prontos para reconhecer Juan Guaidó como ‘presidente interino’ da Venezuela, a fim de desencadear um processo político”, disse Macron.

Uma porta-voz do governo alemão também publicou no Twitter a mesma mensagem logo após os comentários vindos de Madri e Paris.

Guaidó proclamou-se presidente interino na quarta-feira durante uma marcha de centenas de milhares em Caracas.

No entanto, o Estado venezuelano e os militares até agora permanecem leais a Maduro, apesar de uma profunda crise econômica e política que provocou a saída em massa da população do país.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below